Base de dados : FILMOGRAFIA
Pesquisa : ID=025342 []
Referências encontradas : 1 [refinar]
Mostrando: 1 .. 1   no formato [Completo]

página 1 de 1


   1 / 1
seleciona
Cartaz
MEU HOMEM, MEU AMANTE
Categorias
Longa-metragem / Sonoro / Ficção

Material original
35mm, COR, 85min, 2.386m, 24q, Eastmancolor

Data e local de produção
Ano: 1984
País: BR
Cidade: São Paulo
Estado: SP


Certificados
Certificado de Produto Brasileiro 740 de 09.04.1984.Número do processo de entrada no Concine 732/84.
Data e local de lançamento
Data: 1984.10.22
Local: São Paulo
Sala(s): Art-Palácio


Circuito exibidor
Exibido no Rio de Janeiro a 13.01.1986.
Sinopse
"Depois de permanecer algum tempo internado numa clínica de doenças nervosas, Marcos vai residir em casa de seus tios Michel e Linda. Durante uma festa dada pelos tios, Marcos fica conhecendo Ana, mulher insinuante e insaciável, sempre em busca de novas aventuras amorosas, que são do conhecimento de seu marido, Clayton, um rico e inescrupuloso empresário. Clayton tivera um rápido caso com Linda e, não se conformava em perdê-la e passa o tempo todo a caçá-la com olhares agressivos e interrogadores. Num instante em que Linda subira ao quarto, Clayton vê a grande oportunidade de falar a sós com ela. Linda procura desvencilhar-se de Clayton que parece irredutível e quer a todo custo marcar um novo encontro. Marcos chega ao quarto no momento em que Clayton alisava o corpo de Linda. Linda procura dar uma explicação ao sobrinho, mas este, discretamente não permite que ela se explique. Totalmente desinteressado pela festa, Marcos vai até a garagem. Ana que tinha toda sua atenção voltada para Marcos, vai ao seu encontro e seduz o rapaz ali mesmo. Linda fica com problema de consciência e pela manhã, quando bebericava e tomava sol ao lado da piscina, tenta se explicar com o sobrinho que não se sente à vontade de ouvir o que quer que a tia tem para lhe contar. Já meio embriagada Linda pede para que Marcos lhe passe óleo nas costas. Enquanto ele massageia as costas da tia, fecha os olhos e tem recordações. Lembra-se dos momentos de intimidade com a enfermeira da clínica de repouso. Aos poucos, Marcos vai tomando a tia por Rose, a enfermeira e, as carícias tornam-se mais ousadas. A resistência de Linda vai sucumbindo, e já completamente embriagada, entrega-se totalmente às carícias de Marcos que a possui ali mesmo. Linda irrita-se ao receber um telefonema de Ana, demonstrando o seu interesse por Marcos. Ela conhece as manobras de Ana e sabe que Marcos será sua próxima vítima, porque uma vez saciada, Ana partirá para uma nova emoção... uma nova aventura. Naquela noite, Ana repele Clayton e procura lembrá-lo que o casamento entre ambos era só para manter as aparências. Ana e Marcos continuam a encontrar-se, amando-se com toda a impetuosidade que seus corpos jovens reclamam. Num dos encontros que Marcos e Ana mantém, o motel é assaltado. No dia seguinte a notícia é manchete de jornal, e sob a manchete, uma foto de Ana e Marcos, tomada de longe, com tele-objetiva. Clayton toma conhecimento da foto e fica possesso. Embora soubesse dos freqüentes casos amorosos da esposa, nunca tomara conhecimento dos mesmos porque eram praticados com certa discrição, mas agora era diferente, toda sociedade estava sabendo do procedimento de Ana. Ele sentia-se humilhado, ultrajado. Clayton agride Ana violentamente, prometendo vingar-se também de Marcos. Ao saírem naquela noite da boite, Marcos e sua prima Débora, são abordados por um homem truculento que só não massacra Marcos devido a intervenção do porteiro da boite. Preocupada, Linda pede que Débora acompanhe Marcos até a fazenda deles, Marcos deveria ficar lá até que a situação melhore. Como não podia deixar de acontecer, a aproximação de Marcos e Débora no enorme casarão sozinho, faz com que sucumbam aos apelos do sexo. Mas passado o instante de intimidade, Débora percebe o quanto Marcos gosta de Ana e, aconselha-o a lutar pelo seu amor. Marcos corre em busca de Ana, que concorda voltar com ele para a fazenda, deixando um bilhete de despedida para Clayton. Clayton procura Michel que sucumbe e acaba revelando que Ana e Marcos encontram-se em sua fazenda. Alheios a tudo, Ana e Marcos, trocam juras de amor, amam-se até que Clayton surpreende-os abraçados numa clareira. Como louco varrido ele atira sobre a mulher e começa a agredi-la. Ao ver a mulher amada sendo espancada, Marcos tem uma reação violenta e ataca o homem com um mourão de cerca prostrando-o sem vida. Agora Ana é dona absoluta de uma grande fortuna e pela primeira vez ela sentia o doce embalo do amor. Amava e sabia ser amada. Nem mesmo o fato de Marcos estar internado numa clínica de tratamento dos nervos os afastariam... porque Ana comprará a clínica." (Press-release)
Gênero
Drama
Termos descritores
Literatura; Sexo
Descritores secundários
Adaptação para cinema
Produção
Companhia(s) produtora(s): Madial Filmes Ltda.
Produção: Cavalcanti, Deni
Direção de produção: Marinho, Geraldo
Assistência de produção: Dias, Luiz; Cunha, José Flávio da

Distribuição
Companhia(s) distribuidora(s): Madial Filmes Ltda.

Argumento/roteiro
Argumento: Lucchetti, Rubens Francisco

Estória: Baseada na novela de <Lucchetti, Rubens Francisco>

Direção
Direção: Garrett, Jean
Continuidade: Mulin, Inês

Fotografia
Direção de fotografia: Meliande, Antonio
Câmera: Meliande, Antonio
Assistência de câmera: Kolozsvari, Gyula

Dados adicionais de fotografia
Eletricista: Sanches, Rui; Dias, José
Maquinista: Sanches, Rui; Dias, José

Som
Técnico de som: Bomfim, Carlos

Montagem
Montagem: Barro, Maximo
Assistente de montagem: Mulin, Inês

Direção de arte
Figurinos: Cisne Rigor
Consultoria de cor: Pizzo, Jurandir

Dados adicionais de direção de arte
Maquiagem: Frota

Música
Direção musical: Cavalcanti, Deni

Locação: São Paulo - SP; Guarujá - SP; Mogi-Guaçu - SP
Identidades/elenco:
Cavalcanti, Deni (Marcos)
Garcia, Sonia (Ana)
Coutinho, Célia (Linda)
Levy, Felipe (Cleyton)
Benny, Shirley (Débora)
Master, Renato (Michael)
Talarico, Jair (Assaltante)
Casan, Carlos (Médico)
Goulart, Beth (Enfermeira)
Carvalho, Genésio (Porteiro)
Satã (Homem)
Machado, Cristina (Empregada de Cleyton)
Marilva (Empregada de Michael)

Conteúdo examinado: S
Fontes utilizadas:
CB/Ficha Filmográfica
CB/FIBRA
Concine/Ficha Técnica
Concine/84
Press-release
O Estado de S. Paulo, 04.11.1984



página 1 de 1
   


Refinar a pesquisa
  Pesquisa avançada   
Pesquisar por : Pesquisa simples   

    Pesquisar no campo  
1  
2
3
 
           



Search engine: iAH powered by WWWISIS