Base de dados : FILMOGRAFIA
Pesquisa : ID=024734 []
Referências encontradas : 1 [refinar]
Mostrando: 1 .. 1   no formato [Completo]

página 1 de 1


   1 / 1
seleciona
CAFÉ NA CAMA
Categorias
Longa-metragem / Sonoro / Ficção

Material original
35mm, COR, 98min, 2.680m, 24q, Eastmancolor, Westrex

Data e local de produção
Ano: 1973
País: BR
Cidade: Rio de Janeiro
Estado: GB


Certificados
Censura de 18 anos.
Data e local de lançamento
Data: 1974.04.24
Local: Rio de Janeiro


Sinopse
"Norma, uma jovem suburbana que tenta subir na vida através de generosas contribuições de cavalheiros, trava conhecimento com Flávio. Este se aproveita de sua beleza para promover a venda de ações de pouco valor no mercado, ensinando-lhe como proceder diante de eventuais clientes: ela deve fazer com as pernas uma saudação nazista. Mais tarde, diante de um diretor de cinema, Norma tem o mesmo teste, só que com outras palavras e gestos. O diálogo que trava com os diretores mostra a que se propõe o filme, como será o seu comportamento, colocando os espectadores em posição semelhante à dos compradores de ações de pouco valor no mercado." (Guia de Filmes, 49/50/51)
Gênero
Comédia
Termos descritores
Literatura
Descritores secundários
Adaptação para cinema
Produção
Companhia(s) produtora(s): Alberto Pieralisi Filmes; Paulo Duprat Serrano; Atlântida Cinematográfica
Direção de produção: Oliosi, José
Produção executiva: Serrano, Paulo Duprat
Assistência de produção: Mattos, Hélio

Distribuição
Companhia(s) distribuidora(s): U.C.B. - União Cinematográfica Brasileira S.A.; Cinedistri - Companhia Produtora e Distribuidora de Filmes Nacionais

Argumento/roteiro
Argumento: Rey, Marcos; Silvino, Paulo
Roteiro: Pieralisi, Alberto

Estória: Baseada em romance de <Rey, Marcos>

Direção
Direção: Pieralisi, Alberto
Assistência de direção: Serrano, Paulo Sérgio
Continuidade: Souza, Maria Sílvia de

Fotografia
Direção de fotografia: Gonçalves, Antônio
Câmera: Riva, Ângelo

Dados adicionais de fotografia
Eletricista: Goulart, Osvaldo Francisco
Assistente de eletrecista: Silva, Gelson Antonio da
Maquinista: Oliveira, César de
Auxiliar de maquinista: Cavalcanti, Pedro

Som
Direção de som: Viana, Aloísio; Motta, Onélio

Montagem
Montagem: Higino, Raymundo

Dados adicionais de direção de arte
Maquiagem: Ferreira, Vera Lúcia
Guarda-roupeira: Santos, Euracy dos

Música
Música: Pitigliani, Armando; Menescal, Roberto

Identidades/elenco:
Ribeiro, Agildo (Geraldo)
Moyano, Marta (Norma)
Falco, Rubens de (Flávio)
Amaral, Neuza (Zulma)
Fátima, Marly de (Magda)
Arruda, Suzy (Dona Júlia)
Silvino Neto (Jair)
Lago, Mário (Amaral)
Rocha, Aurimar (Senador)
Tião Macalé (Branca de Neve)
Faria, Celso (Vitorino)
Pimentel, Zaira (Zilá)
Morandi, Marcelo (Diretor do autódromo)
Mota, Sandoval (Diretor de cinema)
Procter, John
Procter, Eva
Cardoso, Oscar
Nascimento, Armando
Oliani, Cláudio
Paula, Sônia de

Conteúdo examinado: N
Fontes utilizadas:
Guia de Filmes, 49/50/51
Brasil Cinema, 1973
Press-release
Fontes consultadas:
ACPJ/II
ALSN/DFB-LM
Observações:
Alterado o final do filme por Conselhos de Censura, que o considerou inicialmente portador de mensagem negativa: A heroína abriu um bordel. Agora, a heroína torna-se proprietária de uma agência de modelos.
ALSN/DFB-LM grafa os nomes de Alberto Pieralisi como <Pieralise, Alberto>, Aloísio Viana como <Vianna, Aloysio> e Onélio Motta como <Mota, Onélio>. Informa ainda público de 641.416 pessoas (fonte: Anuário Cinema em Close-Up, 1976)




página 1 de 1
   


Refinar a pesquisa
  Pesquisa avançada   
Pesquisar por : Pesquisa simples   

    Pesquisar no campo  
1  
2
3
 
           



Search engine: iAH powered by WWWISIS