Base de dados : FILMOGRAFIA
Pesquisa : ID=023846 []
Referências encontradas : 1 [refinar]
Mostrando: 1 .. 1   no formato [Completo]

página 1 de 1


   1 / 1
seleciona
OBSESSÃO
Categorias
Longa-metragem / Sonoro / Ficção

Material original
35mm, COR, 100min, 2.745m, 24q, Eastmancolor, 1:1'37

Data e local de produção
Ano: 1973
País: BR
Cidade: São Paulo
Estado: SP


Certificados
Censura 18 anos.
Data e local de lançamento
Data: 1973.11.23
Local: São Paulo


Sinopse
Na pequena cidade de Castelo é inaugurada, numa praça pública, uma estátua de Neuza Rangel, ex-noiva do prefeito Bernardo Graça. A moça foi morta a tiros em circunstâncias não desvendadas pela polícia. Bernardo, ressentido pela morte da noiva, que esperava um bebê, resolve investigar o caso. Na festa de inauguração do cabaré da cidade, encontra no dedo de uma prostituta um anel que pertencera a Neuza. O policial que presenteara a prostituta com o anel diz ter ganho de Neuza quando esta passara pela prisão. O delegado diz a Bernardo que Neuza roubara a companhia construtora, sendo este o motivo de sua detenção. Jonas, funcionário da construtora, diz que Eugênia, a secretária, encontrou provas do roubo de Neuza. Jonas envolve-se com a prostituta Ivone. A esposa deste o abandona quando o vê junto da prostituta. Bernardo descobre que Eugênia paga para ter sexo com o rapaz. Jonas e Eugênia são despedidos. Ivone conta a Bernado que Neuza era sua irmã. Bernardo interrompe a construção de uma ponte na cidade. Os operários se rebelam e exigem do delegado e do padre saber o nome do assassino de Neuza. Bernardo descobre que seu pai, Argenor, assassinara Neuza, visto que a moça, descobrira roubos de matéria-prima usada na construção da ponte. Na solenidade de inauguração da obra, Bernardo oferece as honras a Argenor, Jonas, Eugênia e o padre, envolvidos na morte de Neuza. Uma grande explosão destrói a ponte e mata os quatro comparsas.
Gênero
Drama
Termos descritores
Urbanismo; Política; Sexo
Descritores secundários
Prostituição
Prêmios
Troféu Pelé de Ouro de Melhor Filme e Melhor Atriz Secundária para Delacy, Monah no Festival de Cinema de Santos, 2 1973, SP.
Produção
Companhia(s) produtora(s): Magnus Filmes Ltda.
Produção: Valadão, Jece
Direção de produção: Costa, Older
Produção executiva: Valadão, Gelson
Assistência de produção: Costa, Valdete; Fernandes, Maria Cristina

Distribuição
Companhia(s) distribuidora(s): Cinedistri Ltda.

Argumento/roteiro
Argumento: Clair, Janete
Roteiro: Piá, Luiz Antônio


Direção
Direção: Valadão, Jece
Assistência de direção: Piá, Luiz Antônio
Continuidade: Souza, Maria Silvia de

Fotografia
Direção de fotografia: Batista, Edson
Assistência de fotografia: Assis, José de
Fotografia de cena: Dordea, Mircea; Magno, Alberto

Som
Técnico de som: Tavares, José; Rapozeiro, Vitor

Dados adicionais de som
Ruídos de sala: José, Geraldo
Som guia: Fonseca, Joaquim

Montagem
Montagem: Mello, João Ramiro

Direção de arte
Cenografia: Barroso, Jotta

Dados adicionais de direção de arte
Decoração: Barroso, Jotta
Maquiagem: Tarouquella, Vera

Música
Trilha musical: Gomes, Guilherme Dias

Dados adicionais de música
Instrumentista: Ribeiro, Perry - vocal; Emmer, Denise - vocal; Bodega, José - saxofone

Conjuntos e bandas: Peter Thomas e seu conjunto

Identidades/elenco:
Valadão, Jece
Ghessa, Rossana
Gimenez, Vera
França, Edson
Carone, Felipe
Azevedo, Dionísio
Amaral, Neuza
Delacy, Monah
Macedo Neto
Cortes, Yara
Petraglia, Mário
Barroso, Jotta
Magna, Lícia
Geny, Flora
Carvalho, Daniel
Martins, Newton
Rios, Zenaider
Gomes, Ivone
Apresentando:
Perlingeiro, Jorge
Imperial, Maria Luiza

Conteúdo examinado: S
Fontes utilizadas:
CB/Transcrição de letreiros-Cat
Brasil Cinema, 1973
Fontes consultadas:
ACPJ/II
Guia de Filmes, 48



página 1 de 1
   


Refinar a pesquisa
  Pesquisa avançada   
Pesquisar por : Pesquisa simples   

    Pesquisar no campo  
1  
2
3
 
           



Search engine: iAH powered by WWWISIS