Base de dados : FILMOGRAFIA
Pesquisa : ID=023614 []
Referências encontradas : 1 [refinar]
Mostrando: 1 .. 1   no formato [Completo]

página 1 de 1


   1 / 1
seleciona
CORDÉLIA, CORDÉLIA...
Categorias
Longa-metragem / Sonoro / Ficção

Material original
35mm, COR, 96min28seg, 2.645m, 24q, 1:1'37

Data e local de produção
Ano: 1971
País: BR
Cidade: São Paulo
Estado: SP


Certificados
Censura 18 anos.
Data e local de lançamento
Data: 1971.11.27
Local: São Paulo


Sinopse
Cordélia é uma mulher insatisfeita com os rumos de sua vida. Ela é casada com Leônidas, homem "divorciado do trabalho" e envolvido com um grupo clandestino de guerrilha, e moram em São Paulo. Cordélia é secretária do Dr. Marcos, um empresário. Este lhe pede que transcreva uma carta a ser entregue em mãos ao Dr. Gordon, empresário norte-americano com quem Marcos está interessado em estabelecer um acordo comercial. Por conta disto, sugere à secretária que agrade o potencial parceiro. Cordélia agenda para o patrão uma reunião com o norte-americano, seguida de um jantar num restaurante japonês. Em casa, ela discute com o marido, por quem ainda sente afeição, embora não aceitando a sua postura de não trabalhar. Cordélia o chama de 'falso revolucionário' e ameaça se prostituir para conseguir mais dinheiro. Uma moça, Cida, procura emprego como doméstica e Cordélia a contrata, inclusive para livrar-se dos cuidados com a casa. Durante o jantar, Cordélia aparece no restaurante japonês, enquanto Leônidas participa de uma reunião de planejamento de uma ação armada. Depois do jantar, os empresários, Cordélia e uma outra secretária vão para um hotel. Cordélia transa com Dr. Gordon em troca de um cheque. Ela chega em casa amargurada e chora. No dia seguinte, sai para um passeio de lancha com o patrão. Ela decide comprar um carro e apaixona-se pelo vendedor Ricardo, Rico. Eles iniciam uma relação. Leônidas os descobre. Ela quer morar com Rico mas ele hesita. Volta para casa deprimida e encontra Leônidas montando uma bomba relógio. Ele a expulsa de casa. Cordélia se suicida tomando comprimidos. Leônidas liga o carro e a bomba explode.
Gênero
Drama
Termos descritores
Teatro; Mulher; Comportamento Social; Terrorismo
Termos geográficos
São Paulo - SP
Prêmios
Prêmio Coruja de Ouro, 1971 do INC - Instituto Nacional de Cinema de Melhor Atriz para Lemmertz, Lilian.
Produção
Companhia(s) produtora(s): Ronan Filmes
Companhia(s) produtora(s) associada(s): Screen Gems of Brazil; INC - Instituto Nacional de Cinema; Companhia Cinematográfica Vera Cruz
Produção: Nanni, Rodolfo
Direção de produção: D'avila, Heron
Assistência de produção: Vaz, Abelardo Souza

Produção - Dados adicionais
Financimento/patrocínio: INC - Instituto Nacional de Cinema

Distribuição
Companhia(s) distribuidora(s): Cinedistri

Argumento/roteiro
Adaptação: Nanni, Rodolfo

Estória: Baseada na peça <O começo é sempre difícil, Cordelia Brasil, vamos tentar outra vez?> de <Bivar, Antonio>

Direção
Direção: Nanni, Rodolfo
Assistência de direção: Cabrera, Oscar
Continuidade: Rocha, Maria Catarina

Fotografia
Direção de fotografia: Silveira, Carlos E.
Câmera: Silveira, Carlos E.
Assistência de câmera: Kodato, Lúcio
Fotografia de cena: Kodato, Lúcio

Dados adicionais de fotografia
Fotografia adicional: Bastos, Silvio; Kodato, Lúcio
Chefe eletricista: Brino, Girolamo; Gasperini, Orivaldo
Eletricista: Toniati, Armando; Lexandrão, Rubens; Silva, Luiz Carlos da
Maquinista: Toniati, Armando

Som
Técnico de som: Vitale, Antonio; Nanni, Raul; Sagatio, Miguel; Lima, José Victor

Montagem
Montagem: Cabrera, Oscar
Edição: Barro, Máximo
Assistente de montagem: Maniscalco, Renato

Direção de arte
Cenografia: Kieffer, Anna Maria; Silveira, Carlos E.; Nanni, Pedro Nicolao
Letreiros: Stephan, Auresnede P.

Dados adicionais de direção de arte
Maquiagem: Cabrera, Clara
Penteados: Cabrera, Clara

Música
Música: Duprat, Rogério

Canção
Autor da canção: Padovano, Bruno
Intérprete: Padovano, Bruno

Identidades/elenco:
Lemmertz, Lilian (Cordélia)
Franco, Francisco Di (Leônidas)
Hatheyer, Pedro Paulo (Marcos)
Di Pietro, Miguel (Rico)
Lee, Wesley Duke (Otto)
Kantor, Joe (Gordon)
Fernandes, Nadir (Mulher)
Paula, Aparecida de (Cida)
Dabrius, Ivone
Tércio, Durval
Egrei, Selma
Cilento, Dora
Paula, Nair Isméria de
Participação especial:
Helena, Célia(Pregadora)

Conteúdo examinado: S
Fontes utilizadas:
CB/Transcrição de letreiros-Cat
Press-release
ALSN/DFB-LM
Filme Cultura, 20, maio/junho 1972, p. 46 a 49 e número especial, agosto 1972
Fontes consultadas:
Guia de Filmes, 36
FBR/7
ACPJ/II
Observações:
Letreiros iniciais: "à memória de <Nanni, Hugo> e <Neves, Artur>, companheiros da primeira jornada". Indicam também nomes que, provavelmente, colaboraram à cenografia: <Le Dix Modas>, <Lingerie Chex Max>, <Antiguidades Ithamar>, <Móveis Hobjeto>, <Objetos A&O e AKI> e <Sonoplan>.
O filme foi parcialmente financiado pelo <Instituto Nacional de Cinema>.
<Festival de Brasília, 7, 1971>, Brasília - DF.




página 1 de 1
   


Refinar a pesquisa
  Pesquisa avançada   
Pesquisar por : Pesquisa simples   

    Pesquisar no campo  
1  
2
3
 
           



Search engine: iAH powered by WWWISIS