Base de dados : FILMOGRAFIA
Pesquisa : ID=020050 []
Referências encontradas : 1 [refinar]
Mostrando: 1 .. 1   no formato [Completo]

página 1 de 1


   1 / 1
seleciona
SANPAKU - O OLHO DA AMBIÇÃO

Outras remetências de título:
A MALDIÇÃO DE SANPAKU
Categorias
Longa-metragem / Sonoro / Ficção

Material original
35mm, COR, 91min, 24q

Data e local de produção
Ano: 1991
País: BR


Circuito exibidor
Exibido no Rio de Janeiro a 12.12.1991, no Estação Botafogo.
Sinopse
"'A pedra está onde sempre esteve'. As últimas palavras do bandido Gafanhoto transformam-se numa charada envolvendo uma pedra de alguns milhares de dólares, Cris, sua grande paixão, Poeta, herdeiro dos seus segredos e Velho, seu patrão e protetor, o dono da pedra. Uma trama do submundo, com muito mistério, ambição, aventura, contrabando, amor e a crença de que os sanpakus são marcados pela sorte." (FGR/19)
"Sanpaku em japonês significa três brancos. São nomeadas assim as pessoas que têm a íris voltada para cima, deixando uma parte branca na parte inferior do olho. Segundo os orientais, esta característica é uma advertência da natureza de que a existência da pessoa assim marcada está ameaçada por um fim próximo e trágico.
A trama começa em Miami e continua pelas paisagens da cidade do Rio de Janeiro. Gafanhato acredita que os sanpakus trazem sorte. Para ele, Cris, a mulher que ama, é sanpaku. Por ela, Gafanhoto arma uma charada para ficar com uma pedra de alguns milhares de dólares. Só que a pedra não lhe pertencia, era do Velho, seu patrão e protetor. Porém, o plano não dá certo e Gafanhoto é assassinado. Antes de morrer, deixa uma única pista: 'a pedra está onde sempre esteve', são suas últimas palavras." (FBR/25)
Gênero
Suspense
Prêmios
Melhor ator coadjuvante para Bomtempo, Roberto; Melhor montagem para Freire, Vera e Melhor fotografia para Estrela, Nonato no Festival de Gramado, 19, 1991..
Melhor filme do Júri Popular e do Júri Oficial; Melhor ator; Melhor atriz; Melhor fotografia e Melhor montagem no Festival de Brasília, 25, 1992, Brasília - DF.
Produção
Companhia(s) produtora(s): Coevos Filmes
Companhia(s) co-produtora(s): Líder Cine Laboratórios; Mapa Filmes; Sagres Home Vídeo
Co-produção: Sagres Home Video
Produção executiva: Joffily, José; Brandão, Teresa

Distribuição
Companhia(s) distribuidora(s): Riofilmes; Cinedistri

Argumento/roteiro
Argumento: Rezende, Sérgio; Joffily, José
Roteiro: Joffily, José; Halm, Paulo; Duran, Jorge; Rezende, Sérgio


Direção
Direção: Joffily, José

Fotografia
Direção de fotografia: Estrela, Nonato

Som
Técnico de som: Louzeiro, José

Montagem
Montagem: Freire, Vera
Montagem de som: Mauro, Valéria

Direção de arte
Direção de arte: Lewinsohn, Yeda

Música
Música original: Tygel, David; Maestro, Maurício

Identidades/elenco:
Pillar, Patrícia (Cris)
Camargo, Felipe (Poeta)
Bomtempo, Roberto (Gafanhoto)
Brito, Sérgio (Velho)
Rogéria (Pistoleira)
Participação especial:
Dantas, Nelson (Gold)
Bloch, Jonas (Bruce)
Gregório, Carlos (Sivuca)
Barbosa, Paulo (Negão)
Vasconcelos, Anselmo(Sujeito)

Conteúdo examinado: S
Fontes utilizadas:
FGR/19
Jornal do Brasil, 12.12.1991; 21.11.1992
FBR/25
CRJ/90-92
Catálogo Riofilme
Observações:
Filme rodado em 16mm e ampliado para 35mm.




página 1 de 1
   


Refinar a pesquisa
  Pesquisa avançada   
Pesquisar por : Pesquisa simples   

    Pesquisar no campo  
1  
2
3
 
           



Search engine: iAH powered by WWWISIS