Base de dados : FILMOGRAFIA
Pesquisa : ID=018273 []
Referências encontradas : 1 [refinar]
Mostrando: 1 .. 1   no formato [Completo]

página 1 de 1


   1 / 1
seleciona
PRATA PALOMARES

Outras remetências de título:
PORTO SEGURO
Categorias
Longa-metragem / Sonoro / Ficção

Material original
35mm, COR, 110min, 3.413m, 24q, Eastmancolor, Westrex

Data e local de produção
Ano: 1970-1971
País: BR
Cidade: Rio de Janeiro
Estado: GB


Sinopse
Dois guerrilheiros saem de um local de batalha. Uma santa mensageira declama sobre o futuro da humanidade. Os guerrilheiros invadem a igreja de uma pequena cidade e ali se instalam. Discutem idéias para mudar o mundo e planos futuros, criticam o conservadorismo da igreja e procuram o paraíso. Acham um rádio, que passa a ser seu meio de comunicação com o novo mundo. Surgem divergências entre eles. A vontade de mudar o mundo é grande, mas as dificuldades são maiores e isto os leva a loucura. A santa aparece na igreja e diz querer ter um filho com os dois. Os três se relacionam sexualmente. Uma família rica e policiais vão até a igreja e instalam instrumentos e aparelhos para tortura. Os guerrilheiros se revoltam e um deles resolve se vestir de padre. O falso padre vai até o prefeito da cidade e faz exigências para a igreja. Em um bordel, conhece um cafetão. O falso padre ganha popularidade e seguidores. Mesmo no meio de muita confusão mental, ele reza missas com teor revolucionário proclamando a paz, a liberdade, os novos tempos e a chegada do paraíso. O guerrilheiro tenta fazer o padre deixar tudo para voltar a luta armada e o critica por seus atos corrompidos. Ele vai atrás de um barco para poder atravessar o mar para o outro lado. O padre quebra o rádio e inicia-se uma longa discussão entre os dois. O padre delira e ri sem parar, enquanto o guerrilheiro discursa sobre o fim da luta e o início de uma vida de loucura. A família rica, os seguranças e o chefe de polícia da cidade invadem a igreja e lá torturam o cafetão até morte. A santa leva o corpo do cafetão para um ritual religioso e faz protesto feminista dando armas às mulheres. O padre, violentamente pressionado, entra em completo delírio e coopera com os ricos torturadores. A santa é capturada e violentamente torturada. Os ricos descobrem que o padre é falso, e o convidam para fazer parte do grupo. A santa e o guerrilheiro conseguem um barco e partem. O padre quebra toda a igreja com a ajuda do povo. Os ricos entregam a cidade ao padre, que instaura uma república livre destinada ao prazer. Ele tenta criar o paraíso em poucos dias estipulando as características a serem seguidas, mas seu mundo se transforma em loucura, desorganização, sujeira e primitivismo. O padre, ao tentar fazer o homem voar, cai de um penhasco e morre. Em uma praia, a santa e o guerrilheiro encontram o cérebro e a roupa do padre na areia.
Gênero
Drama; Experimental
Termos descritores
Política; Terrorismo; Teatro
Descritores secundários
Experimental; Teatro Oficina; Cinema Marginal
Prêmios
Melhor diretor e Melhor cenografia para Bardi, Lina Bo no Festival de Brasília, 12, 1979, Brasília - DF.
Produção
Companhia(s) produtora(s): André Faria Produções Cinematográficas; Vega I Filmes Ltda.
Produção: Sacchi, Luiz Augusto; Guerra, João; Guimarães, Marcos
Direção de produção: Silva, Genaldo da; Carvalho, Roberto; Colasso, Julio; Valenzuela, Santiago; Feitosa, Tairone
Produtor associado: Sacchi, Luiz Augusto; Guerra, João; Guimarães, Marcos
Assistência de produção: Galeguinho; Flores; Maneco

Produção - Dados adicionais
Financimento/patrocínio: Embrafilme - Empresa Brasileira de Filmes S.A.

Distribuição
Companhia(s) distribuidora(s): Embrafilme - Empresa Brasileira de Filmes S.A.

Argumento/roteiro
Argumento: Faria, André
Roteiro: Faria, André; Correa, José Celso Martinez


Direção
Direção: Faria, André
Assistência de direção: Augusto, Otávio; Peixoto, Fernando
Continuidade: Pinho, Beti; Abdalla, Sandra

Fotografia
Direção de fotografia: Levi, Soly; Bastos, Silvio; Ebert, Carlos Alberto
Assistência de câmera: Noel, Rogerio; Tavares, Custódio

Dados adicionais de fotografia
Chefe eletricista: Vieira, José
Assistente de eletrecista: Peçanha, Delmindo

Som
Técnico de som: Tavares, José

Dados adicionais de som
Ruídos de sala: José, Geraldo; Cesar

Montagem
Montagem: Ramiro, João; Alves, Amauri
Assistente de montagem: Nandi, Itala

Direção de arte
Figurinos: Bardi, Lina Bo
Cenografia: Bardi, Lina Bo
Letreiros: Loureiro, Gilberto

Dados adicionais de direção de arte
Assistencia de cenografia: Dobal, Renato; Mauro
Maquiagem: Henrique, Marino

Música
Música: Vaz, Guilherme Guimarães

Dados adicionais de música
Música de: Vigliati, Daniel; Aute, Luiz Edvaldo e Carlos, Roberto

Locação: SC
Identidades/elenco:
Nandi, Ítala (Nossa Senhora das Dores)
Borghi, Renato (Padre)
Gregório, Carlos (Homem novo, companheiro)
Dobal, Renato (Coroinha)
Augusto, Otávio (Miliciano)
Augusto, Paulo (Prefeito)
Cao (Tonho)
Zenaider (Cego)
Kander, Elizabeth (Fa. de Br.)
Brasil, Antonio (Fa. de Br.)
Prieto, Carlos (Fa. de Br.)
Hering, Elke (Fa. de Br.)
Terreno de Umbanda de Malvina
Pescadores da Barra

Conteúdo examinado: S
Fontes utilizadas:
CB/Transcrição de letreiros-Cat
CB/EMB-110.1-00015
Folha de S. Paulo, 26.05.1988
Guia de Filmes, 80
FCan/QR1977
ALSN/DFB-LM
Fontes consultadas:
ACPJ/II
FBR/16
EP-VH/CMSF
Press-release
Press-sheet
Observações:
ACPJ/II indica no elenco <Herins, Elk> e <Kao>.
Há o Certificado de Produto Brasileiro 082 de 14.09.1971, revalidado em 1980, com o número 447, de 12.1980, produtora <Vega I Filmes>, distribuidora <Embrafilme> - Empresa Brasileira de Filmes S.A. e direção de <Faria, André>.
Os letreiros do filme estão ilegíveis em algumas partes (sinalizadas com ?). Impossível a leitura do fotógrafo de cena.
EP-VH/CMSF refere-se a André Faria como <Faria Jr., André>, grafa o nome de Luiz Augusto Sacchi como <Sache, Luiz A.> e indica duração de 120 minutos.
ALSN/DFB-LM informa que o filme ficou mais de dez anos proibido pela censura por conter cenas que agridem "princípios religiosos, família e sociedade", e acabou não indo a Cannes, mas rebeu prêmios e elogios em todo o mundo. Foi lançado somente em 1984.
Press-release grafa os nomes de Tairone Feitosa como <Feitosa, Tayrone> e Amauri Alves como <Alves, Amaury> e indica produção de finalização <Moreira Jr., Murillo>.
Press-release indica a participação do filme nos seguintes festivais: <Festival de Cannes, 25, 1972> - FR na XI Semana da Crítca Francesa; <Festival de Cannes, 30, 1977> - FR, na Quinzena dos Realizadores; <Cine Olimpic Entrepôt, 1977, Paris> - FR; <Festival de San Sebastian, 25, 1977> - ES, Seção Novos Diretores; <Festival de Gramado, 6, 1978>, Seção Especial e <Festival de Brasília, 12, 1979> - DF.
Press-sheet indica câmera de <Ebert, Carlos Alberto>, <Soli, Levi> e <Bastos, Silva>.




página 1 de 1
   


Refinar a pesquisa
  Pesquisa avançada   
Pesquisar por : Pesquisa simples   

    Pesquisar no campo  
1  
2
3
 
           



Search engine: iAH powered by WWWISIS