Base de dados : FILMOGRAFIA
Pesquisa : ID=017229 []
Referências encontradas : 1 [refinar]
Mostrando: 1 .. 1   no formato [Completo]

página 1 de 1


   1 / 1
seleciona
Fotos
TICO-TICO NO FUBÁ
Categorias
Longa-metragem / Sonoro / Ficção

Material original
35mm, BP, 133min20seg, 2.561m, 24q, RCA-Victor

Data e local de produção
Ano: 1952
País: BR
Cidade: São Paulo
Estado: SP


Certificados
Censura Federal 17513 de 20.01.1964, livre.Trailer censurado a 20.01.1964, Brasília, 101m, 10 cópias.Certificado de Produto Brasileiro: B0300038600000 de 05.10.2003.
Circuito exibidor
Exibido em SãoPaulo de 21.4 a 27.4.1952 no Art-Palácio, Bandeirantes, Rosário, Esmeralda, Majestic, Paramount, Nacional, Cruzeiro, Climax, Piratininga, Universo, Cinemar, Paris, Glória, Brasil, Rex, Júpiter, Imperial, Savoy, Capitólio, Colonial e Odeon. Em segunda semana de exibição no Art-Palácio, Alhambra e Iris. A terceira semana deu-se somente no Paratodos. Reapresentado a partir de 29.6.1952 no São Bento.
Sinopse
O jovem Zequinha de Abreu tem vocação para a música. Vive em Santa Rita do Passa Quatro, sua terra natal, onde é noivo de Durvalina e exerce um modesto cargo na prefeitura. Tudo parece transcorrer normalmente, até a chegada de um circo na cidade. Ao ir receber os devidos impostos para o funcionamento do circo, Zequinha conhece e apaixona-se por Branca, uma bela amazona, que o faz tocar à noite, após o espetáculo. Nessa mesma noite compõe Tico-tico no fubá. Chega o momento do circo ir embora e Branca chama Zequinha para ir junto. Muito apegado à terra, recusa o convite e vê seu grande amor partir. Mesmo sem esquecer Branca, Zequinha se casa com Durvalina, mas vive angustiado, tentando lembrar-se da música que tocara no circo. Começa a beber e a sofrer do coração. Animado pela mulher, vai com a família tentar a sorte em São Paulo, onde enfrenta dificuldades para vender suas músicas. Já envelhecido, reencontra Branca acompanhada de um milionário numa festa de réveillon, para a qual fora contratado para tocar. Ao vê-la lembra-se da melodia de Tico-tico no fubá e a toca com sucesso. Seu coração, porém, não resiste e ele morre nos braços de Branca. (Baseado em ALSN/DFB-LM e em CB/Transcrição de letreiros)
Gênero
Drama; Biografia
Termos descritores
Música; Abreu, Zequinha de
Descritores secundários
Música popular brasileira; Circo
Termos geográficos
Santa Rita do Passa Quatro - SP; São Paulo - SP
Prêmios
Prêmio Governador do Estado,1952, SP, de Melhor Arranjo para Gnatalli, Radamés; de Montagem para Hafenrichter, Oswald; de Melhor Ator Coadjuvante para Souza, Modesto de..
Prêmio Saci,1952, SP, de Melhor Filme; de Melhor Produtor para Barros, Fernando de; de Melhor Cenografia para Calvo, Aldo e Massenzi, Pierino..
Prêmio Associação Brasileira de Cronistas Cinematográficos,1952, RJ, de Melhor Filme.
Produção
Companhia(s) produtora(s): Companhia Cinematográfica Vera Cruz S.A.
Produção: Barros, Fernando de; Celi, Adolfo
Assistência de produção: Consorte, Renato

Produção - Dados adicionais
Financimento/patrocínio: Alves Filho, A.

Distribuição
Companhia(s) distribuidora(s): Columbia Pictures; Embrafilme - Empresa Brasileira de Filmes S.A.

Argumento/roteiro
Argumento: Maret, Jacques
Roteiro: Sampaio, Oswaldo
Diálogos: Almeida, Guilherme de
Adaptação: Sampaio, Oswaldo


Direção
Direção: Celi, Adolfo
Assistência de direção: Sampaio, Oswaldo; Pereira, Agostinho Martins; Baldacconi, Giuseppe; Consorte, Renato
Continuidade: Costa, Zélia Feijó da

Fotografia
Direção de fotografia: Fowle, Chick; Beltran, José Maria
Câmera: Vergara, Eusébio
Assistência de câmera: Gabriel, Geraldo

Dados adicionais de fotografia
Chefe eletricista: Nakonechny, Erich
Maquinista: Jordão, Udge

Som
Direção de som: Rasmussen, Erik
Engenharia de som: Hack, Ernst

Dados adicionais de som
Assistente de som: Cenci, Walter; Schirm, Ove; Stoll, Michael

Montagem
Montagem: Hafenrichter, Edith
Edição: Hafenrichter, Oswald
Assistente de montagem: Babuska, Vladislaw; Baldacconi, Giuseppe

Direção de arte
Figurinos: Calvo, Aldo; Oliveira, Antonio Soares de
Cenografia: Calvo, Aldo; Massenzi, Pierino

Dados adicionais de direção de arte
Maquiagem: Fletcher, Horace C.
Assistência de maquiagem: Justino, Antonio Aristides
Produção de figurinos: Vergueiro, Zilda; Junquiera, Nieta; Casa Dior

Música
Música: Gnatalli, Radamés

Dados adicionais de música
Título da música: Branca;
Música de: Abreu, Zequinha de ;


Título da música: Tico Tico no Fubá
Música de: Abreu, Zequinha de

Identidades/elenco:
Duarte, Anselmo (Zequinha)
Carrero, Tonia (Branca)
Prado, Marisa (Durvalina)
Freire, Marina (Dona Amália)
Ziembinski, Zbigniew Mariaw (Dono do circo)
Souza, Modesto de (Luiz)
Sá, Francisco de
Pinto, Abelardo (Palhaço Piolin)
Barreto, Victor Lima (Inácio)
Sampaio, Vera
Madi, Labiby (Figurante no casamento)
Consorte, Renato (Barbeiro)
Batista, Xandó (Vendedor de rádio)
Almeida, Abílio Pereira de
Carvalho, A.C.
Hingst, Sérgio
Martinelli, Jordano
Celi, Adolfo
Barros, Fernando de
Campos, Ayres
Lopes, Isidoro
Maret, Jacques
Giotto, João Batista
Parisi, Leila
Morey, Maurício
Landi, Neide
Junqueira, Nieta
Taricano, Américo
Parisi, Rosa
Baccarini, Tito Lívio
Arantes, Luiz Augusto
Pilom, João C.
Souza, José Ricardo de
Sampaio, Oswaldo
Tucunduva, Rubens
Warnowski, Sérgio
Pinto, Manoel
Silva, Cid Leite da
Calderaro, Luiz
Gavassi, Piz
Dreos, Ângelo
Camargo, Horácio
Aguiar, Haydée Moraes
Oliveira, Danilo
Leite, Maria Augusta Costa
Andrade, Washington Pires de
Coelho, Antônio
Flechter, Jerry
Kantor, Joe
Pécora, José Renato
Miro, Antônio
Mosca, Joaquim
Henri, George
Pinatte, Oswaldo
Celi, Adolfo
Madi, Labiby
Lorena, Edith
Morrone, Laerte

Conteúdo examinado: S
Fontes utilizadas:
CB/Transcrição de letreiros-Doc
CB/EMB-110.2-00909
MRG/VCFS
CENS/I
Certificado de Censura Federal
ALSN/DFB-LM
CB/Coleção de roteiros, R.238
Site, Ancine, disponível em: http://sad.ancine.gov.br/obrasnaopublicitarias/pesquisarCpbViaPortal/pesquisarCpbViaPortal.seam, acesso em: 15.01.18.
Fontes consultadas:
CA/AF
Observações:
CB/Transcrição de letreiros apresenta, nos letreiros iniciais, a informação: "história romanceada da vida de Zequinha de Abreu".
ALSN/DFB-LM informa ser a primeira grande produção da <Vera Cruz>, com "estrondoso sucesso" que lançou ao estrelato <Carreiro, Tônia> e <Duarte, Anselmo>.
A mesma fonte menciona as seguintes composições de <Abreu, Zequinha de>: <Aurora>, <Doce Mentira>, <Pensando em Ti>, <Amando sobre o mar>, <Rosa Desfolhada>, <Tentadora>, <Sururu na cidade>, <Zombando sempre>, <Pintinho no terreiro>, <Primavera de beijos>, <Glorificação da beleza> e <Tardes de Lindóia>.
CENS/I ao indicar a censura do trailer aponta a <Marte Filmes> Ltda. como proprietária.




página 1 de 1
   


Refinar a pesquisa
  Pesquisa avançada   
Pesquisar por : Pesquisa simples   

    Pesquisar no campo  
1  
2
3
 
           



Search engine: iAH powered by WWWISIS