Base de dados : FILMOGRAFIA
Pesquisa : ID=015605 []
Referências encontradas : 1 [refinar]
Mostrando: 1 .. 1   no formato [Completo]

página 1 de 1


   1 / 1
seleciona
PAIXÃO DE UM HOMEM
Categorias
Longa-metragem / Sonoro / Ficção

Material original
35mm, COR, 97min, 2.660m, 24q, Eastmancolor, 1:1'37

Data e local de produção
Ano: 1972
País: BR
Cidade: São Paulo
Estado: SP


Certificados
Divisão de Censura de Diversões Públicas 70.735. Proibido para menores de 14 anos, com validade até 27.11.1977.
Data e local de lançamento
Data: 1972.12.25
Local: São Paulo


Sinopse
"Juliano mora em Caetité, no interior da Bahia, com seu pai, Antonio Bento, dono de um garimpo, sua mãe, Dona Balbina, seu irmão Jerônimo e sua prima Olívia. Jerônimo é filho ilegítimo e se julga com direito à fortuna do pai. Juliano passa o dia tocando violão e cantando, o que irrita seu pai. Jerônimo e Olívia planejam ficar com a fortuna e a fazenda do pai. Jerônimo convence Olívia a ajudá-lo a comprometer Juliano no roubo de um punhado de diamantes. Juliano é expulso de casa pelo pai e Jerônimo se casa com Olívia. Em São Paulo, o rapaz consegue emprego numa fábrica, sem deixar de tocar violão e compor. Tenta um programa de calouros, vence, se torna famoso com o nome de Waldick Soriano. Um dia recebe a visita de um amigo da Bahia que lhe traz uma carta de Jurema, filha do capataz da fazenda, que o amava secretamente, contando que Antonio Bento tivera um derrame e que Jerônimo, agora administrador da fazenda, excedia-se em desmandos, torturando Antonio Bento e sua mãe. Juliano parte para Caetité, enfrentando o irmão adotivo. Lutam e Juliano leva a melhor. Jerônimo tenta matá-lo mas é abatido a tiros por Antonio Bento, depois de matar Olívia. Antonio Bento morre de um ataque do coração. Juliano e Jurema voltam para São Paulo, levando consigo Dona Balbina." (Guia de Filmes, 42)
"Dos dois filhos de Antônio Bento, dono do garimpo em Caetité, no interior da Bahia, Jerônimo é ilegítimo. Querendo ser o único herdeiro e ignorando sua condição de bastardo, ele pretende obrigar o pai a lhe transferir todos os seus bens. Mas Olívia, sobrinha de Antônio Bento, conta a Jerônimo a verdade sobre seu nascimento. Desesperado, Jerônimoarticula uma plano para ficar com a fortuna por meios ilegais e, à custa de falsas promessas, convence Olívia a ajudá-la no plano de envolver o rimão, Juliano, num roubo de diamantes. O plano surte efeito e Juliano é expulso de casa pelo pai. Enfrentando dificuldades, Juliano começa vida nova em São Paulo. Influenciado pelos amigos, tenta a sorte num programa de calouros. Daí para a fama é uma questão de dias: logo se torna um cantor popularíssimo. Um dia Juliano recebe uma carta de Jurema, que o ama secretamente, dando notícia de que Jerônimo se casou com Olívia, que se apoderou da fazenda e que vive a torturar o velho pai. Jurema aconselha-o a voltar imediatamente, pois, antes de morrer, Antônio Bento quer pedir perdão ao filho injustiçado.
Gênero
Drama
Termos descritores
MPB; Extrativismo
Descritores secundários
Diamante
Produção
Companhia(s) produtora(s): Dino Sizzi Produções; L.P. Produções Cinematográficas Ltda.; E. C. Distribuidora e Importadora Cinemat. Ltda.
Direção de produção: Cunha, Miron Rodrigues da
Produção executiva: Picchi, Luigi
Produtor associado: Picchi, Luigi
Assistência de produção: Portela, Walter

Distribuição
Companhia(s) distribuidora(s): Marte Filmes S.A.

Argumento/roteiro
Roteiro: Eccio, Egydio


Direção
Direção: Eccio, Egydio
Assistência de direção: Ribaldo, Wilson
Continuidade: Miguel, Mauricio

Fotografia
Direção de fotografia: Lombardi, Guglielmo
Assistência de câmera: Roveda, Virgílio

Dados adicionais de fotografia
Eletricista: Ravagnoli, Antonio; Reis, Miro; Dukat, Harry

Som
Técnico de som: Macedo, Orlando
Engenharia de som: Caballar, Júlio Peres

Montagem
Montagem: Eccio, Egydio
Roteiro de montagem: Almeida, Charles Fernand Mendes de.

Direção de arte
Guarda-roupa: Amaral, Isabel do

Música
Música: Albanese, Mário

Canção
Título: Paixão de um homem;
Intérprete: Soriano, Waldik;

Título: Carta de amor;
Intérprete: Soriano, Waldik;

Título: Eu também sou gente;
Intérprete: Soriano, Waldik;

Título: Moço pobre, O;
Intérprete: Soriano, Waldik;

Título: Alvorada no sertão;
Intérprete: Vieira, Tedy;

Título: Voz do povo é a voz de Deus, A;

Título: Leve esse chapéu
Intérprete: Cezar e Cirus

Identidades/elenco:
Soriano, Waldik (Juliano)
Viana, Maria (Olivia)
Portela, Walter (Jerônimo)
Costa, Deli (Jurema)
Policena, José (Antonio Bento)
Marchetti, Wanda (Dona Balbina)
Cardoso, Osmano (Capataz)
Vandré, Vandick
Cavagnole Neto (Mordomo)
Spiewack, José Júlio
Ribaldo, Wilson
Cardoso, Antonio
Ravagnoli, Antônio
Spíndola, Regina
Sandrini, Alexandre
Cirino, Claudia
Velloni, José
Suini Neto, Humberto

Conteúdo examinado: S
Fontes utilizadas:
CB/Transcrição de letreiros-Cat
Guia de Filmes, 42
Brasil Cinema, 1972
ALSN/DFB-LM
Fontes consultadas:
ACPJ/II
Observações:
Guia de Filmes 42 indica a censura de 14 anos e informa que o filme foi baseado na vida do cantor <Soriano, Waldick>. A mesma fonte indica lançamento em São Paulo, a 25 de Dezembro de 1972, em circuito de vinte e oito cinemas, sendo quatro de primeira linha.
ACPJ/II acrescenta: o gerente <Racane, Leonardo>; música de <Cirus, Alexandre>; o laboratório <Líder>; gravação da <Odil Fonobrasil> e <Dukat, Harry> no elenco. Por fim indica que foi filmado em <Itu - SP>.
Outras fontes incluem no elenco <Stecca, Angela>; <Klabin, Beki>; <Clodovil>; <Chacrinha> e <Chacretes>, incluindo a canção "<Vestida de branco>", porém, estas informações não são confirmadas pelos letreiros do filme.




página 1 de 1
   


Refinar a pesquisa
  Pesquisa avançada   
Pesquisar por : Pesquisa simples   

    Pesquisar no campo  
1  
2
3
 
           



Search engine: iAH powered by WWWISIS