Base de dados : FILMOGRAFIA
Pesquisa : ID=005533 []
Referências encontradas : 1 [refinar]
Mostrando: 1 .. 1   no formato [Completo]

página 1 de 1


   1 / 1
seleciona
CAMINHO DO CÉU
Categorias
Longa-metragem / Sonoro / Ficção

Material original
35mm, BP, 98min, 2.650m, 24q

Data e local de produção
Ano: 1943
Início de filmagem: 1943.04.01


Certificados
Censurado entre 16 e 31.08.1943.Trailer censurado de 16 a 31.12.1948.Certificado de censura no. 9.744
Data e local de lançamento
Data: 1943.08.19
Local: Rio de Janeiro
Sala(s): Metro Passeio


Circuito exibidor
Exibido em São Paulo de 19 a 25.08.1943, no Metro; de 30.09 a 03.10, no São José; de 30.09 a 03.10, no Rialto; de 07 a 10.10, no Rex; de 12 a 14.111943, no Glória e de 02 a 04.04.1945, no Rex; de 12.08.1947 a 16.08, no Fênix; de 15.12 a 17.12.1947, no Recreio; de 29.08.1949 a 03.09, no Pedro II; de 22.09 a 25.09.1949, no Recreio.
Sinopse
"O Dr. Heitor Lacerda, rico industrial, perdeu sua esposa. Para esquecer-se das mágoas dedicou-se inteiramente à sua filha Sônia e ao seu trabalho. Sua filha era rodeada de todos os carinhos e dos mimos de um pai extremoso. Numa reunião de diretores da Indústria Lacerda, todos os gerentes apresentavam balancetes com lucros, exceto a Usina da Serra, dirigida por Roberto. Este apresenta prejuízos consideráveis. Por isso, é censurado severamente por Lacerda, que lhe ordena o fechamento da Usina e a conseqüente dispensa de todos os operários. A tarefa é ingrata para Roberto, moço de grande coração e muito estimado por todos os subalternos, sempre tratados como amigos. A ordem é terminante! Sônia é uma jovem elegante, bonita, que vive rodeada de aduladores que procuram encorajá-la nos mínimos caprichos e extravagâncias. Não faltam pretendentes ao seu grande dote. Sônia, porém, olha a todos com indiferença enquanto aproveita a liberdade e as liberalidades do pai. Roberto que a ama secretamente, aconselha-a que abandone aquela vida frívola e realize alguma coisa útil em benefício dos que sofrem. Isso lhe dará mais confiança e alegria e, até, saúde. Sônia trata-o mal pelos conselhos e lembra-lhe que não passa de um subalterno de seu pai. O conselho de Roberto, porém, caíra em terreno fértil. Um incidente vai mostrar a Sônia o caminho certo. O médico examina a jovem, que não se sente bem, e aconselha-lhe repouso num lugar longe do bulício da cidade. Roberto chega [à Usina da Serra] em Serra Negra - operários esperam-no com festas e homenagens, mas não sabem da desgraça que pesa sobre suas cabeças. Roberto reluta, mas, acaba, dando a má notícia. Dias mais tarde chega Sônia, que tem uma fria recepção. Na paz da fazenda, Sônia reflete sobre a vida inútil que está levando e começa a aquilatar a nobreza dos sentimentos de Roberto. Uma noite apanhada por uma violenta tempestade, Roberto conduziu-a à casa. Ela piora e advém febre alta. Roberto aflito telefona ao Dr. Lacerda que vem acompanhado de um médico. No delírio da febre, Sônia fala e censura o pai por ter atirado à miséria aquela gente da Usina. Dias mais tarde Sônia, nos braços de Roberto, assiste maravilhada ao início dos trabalhos numa nova fábrica de aviões que seu pai abrira para ajudar no esforço de guerra." (AG/50 CIN, p. 102)
Gênero
Drama
Produção
Companhia(s) produtora(s): Cinédia Estúdios Cinematográficos Ltda.
Companhia(s) co-produtora(s): Corrêa Souza Filmes
Produção: Rodrigues, Milton; Rodrigues, Milton
Assistência de produção: Wolf, A.

Produção - Dados adicionais
Coordenação de produção: Rocha, Manoel

Distribuição
Companhia(s) distribuidora(s): Metro-Goldwyn-Mayer do Brasil

Argumento/roteiro
Argumento: Rodrigues, Milton
Diálogos: Queiroz, Dinah Silveira de


Direção
Direção: Rodrigues, Milton
Assistência de direção: Wolf, A.

Fotografia
Direção de fotografia: Dusek, George
Fotografia de cena: Trompowski, Gilberto; Ávila, E.

Som
Direção de som: Berendt, Ludovico

Direção de arte
Figurinos: Trompowski; Arvila
Cenografia: Meitner, Laslo

Dados adicionais de direção de arte
Maquiagem: Calmon, Reginaldo

Música
Arranjos musicais: Gnatalli, Radamés; Panicalli, Lyrio

Dados adicionais de música
Orquestração: Gnatalli, Radamés;

Orquestração: Panicalli, Lirio

Título da música: Bailado regional;
Música de: Barroso, Ari;

Título da música: Côro das lavadeiras;
Música de: Barroso, Ari;

Título da música: Não olhes para traz...;
Música de: Ribeiro, Alberto;

Título da música: Caminho do céu...
Música de: Nasser, David e Vermelho, Acir Pires

Canção
Título: Dá no pandeiro, ué
Autor da canção: Otelo, Grande e Nunes, Cícero
Intérprete: Otelo, Grande e Marcondes, Haydée

Locação: Manguinhos e Escola de Aeronáutica
Identidades/elenco:
Pagã, Rosina (Sônia Lacerda)
Guimarães, Celso (Roberto)
Salaberry, Mário (Dr. Heitor Lacerda, pai de Sônia)
Tito, Luiz (Lauro)
Nobre, Sarah (Tia)
Otelo, Grande (Molecote que leva as malas)
Volusia, Eros (Lavadeira morena que dança)
Polonio, Sandro (Namorado da lavadeira morena, Eros Volusia)
Magrassi, Nilza (Namorada de Lauro, loura de preto)
Celestino, Radamés (Médico)
Lins, Isabel (Enfermeira)
Soares, José (Gerente da Indústria Lacerda)
Ruas, Jesus (Gerente da Indústria Lacerda)
Silveira, J. (No escritório de Heitor)
Edelweiss (Secretária do Dr. Heitor)
Loretti, Sally (Menina)
Scheiner, Richard (Menino)
Rocha, Oswaldo (Menino)
Gorgul, Guilherme (Menino)
Identidades/elenco:
Luiz, Oswaldo (Locutor)
Grijó Sobrinho (No bar)
Marcondes, Haydée (No bar)
Leite, Hugo
Souza, Odette de
Alves, Maria
Costa, Mathilde
Moreira, Soledade
Lauro, Odete
Membros da Juventude do Ar

Conteúdo examinado: S
Fontes utilizadas:
CB/Transcrição de letreiros-Cat
AG/50 CIN
FCB/FF
JIMS/OESP
JIMS/OESP II
CENS/I
Fontes consultadas:
CS/FF
AV/ICB
ACPJ/I
ALSN/DFB-LM
A Scena Muda, 23.03.1943, 13.04.1943, 01.06.1943, 27.07.1943, 10.08.1943, 17.08.1943, 31.08.1943, 23.11.1943.
Observações:
<Volusia, Eros> dançou um bailado regional com a música de <Barroso, Ari> o <Coro das Lavadeiras> e uma música, também de Barroso, sobre uma festa de São João. <Polonio, Sandro> atuou com o nome de <Polonio, Roberto Sandro>.
Recensurado em 3.4.1959 pela <Importadora e Distribuidora Barone> com 2.500 metros e trailer com 65 metros. Cópia de 16 mm com 1.140 metros censurada em 11.12.1961, recebendo o n.5192, sendo "proprietário" <Rodrigues, Milton> (Milton Rodrigues Correa Souza) e distribuição da <Polifilmes> Ltda. Recensurado pela Barone em 10.08.1962 com o n. 6661 (trailer, 65 metros) e n. 6662 (longa, 2.500 metros).
FCB/FF aponta a <Cooperativa Cinematográfica Brasileira> como distribuidora na década de 40. No elenco chama <Louro, Odete> de <Leite, Odette> e <Scheiner, Richard> de <Schneillen, Richard>.
ALSN/DFB-LM acrescenta ao elenco <Galvão, Luiza>.
ACPJ/I indica direção de fotografia de <Brasil, Edgar> e som por <Braga Filho, Luiz>; no elenco acrescenta <Alencar, Ana de>.
Fotografias: A Scena Muda, 01.06.1943, 10.08.1943 e AG/50 CIN, p. 116.
Letreiros inciais indicam a participação no elenco dos "Escoteiros e outros participantes do concurso instituído por <Gibi> e <O Globo Juvenil>." Indicam, ainda, "por especial deferência da <Rádio Nacional>" a participação de <Pagã, Rosina>, <Guimarães, Celso>, <Tito, Luiz> e <Magrassi, Nilza>. E também informam que "na parte musical colaboraram a sua orquestra, côro vocal e os orquestradores <Gnatalli, Radamés> e <Panicalli, Lirio>."




página 1 de 1
   


Refinar a pesquisa
  Pesquisa avançada   
Pesquisar por : Pesquisa simples   

    Pesquisar no campo  
1  
2
3
 
           



Search engine: iAH powered by WWWISIS