Base de dados : FILMOGRAFIA
Pesquisa : ID=003182 []
Referências encontradas : 1 [refinar]
Mostrando: 1 .. 1   no formato [Completo]

página 1 de 1


   1 / 1
seleciona
Cartaz
ATO DE VIOLÊNCIA

Outras remetências de título:
DEZ ANOS DEPOIS
Categorias
Longa-metragem / Sonoro / Ficção

Material original
35mm, COR, 112min, 3.600m, 24q, Eastmancolor, PANORÂMICA

Data e local de produção
Ano: 1980
Início: 1979.05.06
Final: 1979.08.21
País: BR
Cidade: Rio de Janeiro
Estado: RJ


Certificados
Certificado de Produto Brasileiro 375, de 15.04.1980. Censura 18 anos.
Data e local de lançamento
Data: 1981.04.06
Local: São Paulo
Circuito: Belas Artes
Pré-lançamento: 1980.08.08
Local de pré-lançamento: Timóteo - MG
Sala(s): Marabá
Exibição especial: 1980.05.23
Local exibição especial: Brasília - DF
Sala(s): Câmara dos Deputados


Sinopse
"Em liberdade condicional, após ter cumprido um terço da pena a que fora condenado, Antonio volta a cometer um crime quase idêntico ao primeiro: num pequeno apartamento, no centro de São Paulo, estrangula e esquarteja uma mulher. Seu companheiro de apartamento encontra a mala com os despojos na sacada do prédio e comunica o fato à polícia. Preso em Caxias, após quinze dias de fuga, Antonio admite ter cometido o crime, assim como fizera da primeira vez, mas não dá nenhum motivo para seu ato. Ninguém levanta suspeitas quanto à sanidade mental de Antonio depois que ele comete o primeiro crime. Antes de sua condenação, ninguém cogita submetê-lo a exames psiquiátricos. Na prisão, tem sempre excelente comportamento - trabalha na seção administrativa recebendo elogios pelos serviços prestados; conclui o Curso de Madureza transmitido pela TV Educativa, é submetido a exame psiquiátrico que atesta não ser um psicótico nem um psicopata. Ainda na prisão, casa-se com uma moça que já conhecia na época do primeiro crime. Durante um ano, o casal passa os fins de semana junto no Instituto Penal Agrícola onde Antonio cumpre seu último ano de pena em regime de prisão semi-aberta. Tendo conseguido duas comutações que reduziram sua pena para quatorze anos, sendo primário submetido a exame psiquiátrico, cujo laudo do Instituto de Biotipologia Criminal considera cessada sua periculosidade, e cumprido metade do total de sua pena, Antonio pleitea e obtém o livramento condicional. Vive um ano com a mulher no subúrbio de São Paulo, mas tem muita dificuldade para conseguir emprego. O casal acaba se separando. Dois anos e meio depois, voltando uma noite para casa, Antonio encontra Teresa, uma prostituta. Os dois vão para o apartamento de Antonio onde Teresa é morta. Preso, declara, diante dos repórteres, não saber porque matou as duas mulheres." (Press-release)
Gênero
Drama
Termos descritores
Crime; Morte; Polícia; Presídio; Ensino; Religião; Casamento; Família; Sexo
Descritores secundários
Homicídio; Prostituição
Termos geográficos
SP
Prêmios
Melhor direção para Escorel, Eduardo; Melhor roteiro para Escorel, Eduardo e Machado, Roberto; Melhor cenografia para Chada, Paulo; Melhor Ator coadjuvante para Consorte, Renato; Melhor técnico de som para Raposeiro, Victor no Festival de Brasília, 13, 1980, Brasília - DF.
Produção
Companhia(s) produtora(s): Lynxfilm S.A.; Embrafilme - Empresa Brasileira de Filmes S.A.
Produção: Mêmolo Jr., César; Escorel, Eduardo
Direção de produção: Moreira Filho, Jeremias
Assistência de produção: Gallo, Carlos Augusto; Gonçalves, Jorge Sabino; Padui, Roberto; Batista, Clark; Minelli, Ione

Produção - Dados adicionais
Secretaria de produção:

Argumento/roteiro
Roteiro: Escorel, Eduardo; Machado, Roberto
Co-roteirista: Souza, Percival; Martins, Luiz Viegas; Lins, Ivone

Estória: Baseada em fatos reais de <Rocha, Francisco da Costa>

Direção
Direção: Escorel, Eduardo
Assistência de direção: Pacheco, Lucas
Continuidade: Amaral, Isabel do

Fotografia
Direção de fotografia: Escorel Filho, Lauro
Câmera: Escorel Filho, Lauro
Assistência de câmera: Araújo, Eurípedes B. de; Silva, Ademir
Fotografia de cena: Amaral, José do

Dados adicionais de fotografia
Eletricista: Guimarães, Jadeyr; Silva, Edgar Ferreira da
Maquinista: Cunha, Moacir Estevão da; Damaceno, Minervino

Som
Som direto: Raposeiro, Victor

Dados adicionais de som
Técnico de mixagem: Melo, Roberto
Operador de microfone: Vaz, José Antonio

Montagem
Montagem: Santeiro, Gilberto
Assistente de montagem: Paris, Dominique; Souza, Paulo Mattos de

Direção de arte
Cenografia: Chada, Paulo
Letreiros: Escorel, Ana Luisa

Dados adicionais de direção de arte
Cabelereiro: Avizati, João
Maquiagem: Torres, Flávio
Costureira: Pinto, Eunice de Oliveira
Adereços: Velleca, Donato

Música
Direção musical: Gismonti, Egberto

Dados adicionais de música
Intérprete(s): Neves, Pepê Castro - vocal

Instrumentista: Gismonti, Egberto - piano e violão; Silva, Roberto - bateria; Senise, Mauro - sax e flautas e Alves, Luis - contra baixo

Canção
Título: Povo, O;
Autor da canção: Souza, Judith de e Filó;

Título: Love is a many splendored thing;
Autor da canção: Fain-Webster;
Intérprete: Alcione

Título: Retalhos
Autor da canção: Debetio, Paulo e Rezende, Paulinho

Locação: São Paulo - SP; Rio de Janeiro - RJ; Niterói - RJ; Caxias - RJ; Bauru - SP
Identidades/elenco:
Maia, Nuno Leal (Antonio)
Egrei, Selma (Tania)
Consorte, Renato (Manuel)
Abbas, Eduardo (Inácio)
Duval, Liana (Nadir)
Petrin, Antonio (Ermínio)
Felipe, Oscar (Pai de Tania)
Serra, Luiz (Waldemar)
Correa, Guilherme (Mario)
Martins, Chico (Advogado de defesa)
Farc, Abrahão (Diretor da PE)
Vieira, Lisa (Janina)
Mehler, Miriam (Psicóloga)
Moraes, Ruthinea de (Mulher de Waldemar)
Campos, Sebastião (Juiz)
Zilberg, Silvio (Psiquiatra)
Coqueiro, Zé (Bêbado)
Azzari, Armando (Promotor)
Alberto, Carlos (Preso)
Seidl, Carlos (Policial)
Ferreira, Cecilia (Repórter)
Seabra, Clarice (Escrivã)
Mostasso, Edelcio ( Repórter)
Monteiro, Edith (Repórter)
Zá, Eduardo (Repórter)
Moraes, Elizabeth (Mulher do diretor IPA)
Farah (Repórter)
Gatão (Repórter)
França, J. (Escrivão)
James, Jesse (Policial)
Angelo, João (Policial)
Kedd, Jorge (Diretor IPA)
Marigo, Luiz (Padre PE)
Kranholot, Marcilda (Elza Renner)
Marquinhos (Repórter)
Paixão, Maria da (Angela)
Mathias, Marthus (Delegado)
Moraes, Nei (Padre IPA)
Borges, Paulo (Policial)
Gonçalvez, Ricardo (Repórter)
Won, Roberto (Guarda PE)
Martins, Robson (Repórter)
Almeida, Rubens de (Repórter)
Rollo, Rubens (Delegado)
Carole, Salete (Helena)
Mileto, Sergio (Preso)
Medeiros, Suzana (Secretaria)
Barreto, Tadeu Lemos (Repórter)

Conteúdo examinado: S
Fontes utilizadas:
CB/Transcrição de letreiros-Cat
CB/EMB-110.2-00081
CB/Ficha Filmográfica
CB/EMB-110.2-00076
Concine/80
Press
Cartaz
FBR/13
Guia de Filmes, 1980
Fontes consultadas:
O Estado de S. Paulo, 23.05.1980 p.18 e 05.04.1981
Folha de S. Paulo, 20.02.1981 p.29 e 06.04.1981 p.29
Jornal do Brasil, 01.06.1981 p.9; 07.06.1981 p.6; 10.06.1981 p.6; 14.06.1981 p.3 e 31.05.1981 p.6
FBR/16
Observações:
As filmagens em Bauru foram realizadas de 16.05.1979 a 21.08.1979.
"História de <Rocha, Francisco da Costa> que entre 1966 e 1976 cometeu dois crimes em São Paulo, ambos por esquartejamento. Conhecido como 'Chico Picadinho', assassinou uma bailarina e uma prostituta".
Músicas: Alcione canta em gravação Polygram.




página 1 de 1
   


Refinar a pesquisa
  Pesquisa avançada   
Pesquisar por : Pesquisa simples   

    Pesquisar no campo  
1  
2
3
 
           



Search engine: iAH powered by WWWISIS