Base de dados : FILMOGRAFIA
Pesquisa : ID=002705 []
Referências encontradas : 1 [refinar]
Mostrando: 1 .. 1   no formato [Completo]

página 1 de 1


   1 / 1
seleciona
VENEZA AMERICANA

Outras remetências de título:
OS ENCANTOS DA VENEZA AMERICANA
Categorias
Longa-metragem / Silencioso / Não ficção

Material original
35mm, BP, 68min, 1.864m, 16q, Tingimento e viragem

Data e local de produção
Ano: 1925
País: BR
Cidade: Recife
Estado: PE


Sinopse
O desenvolvimento que alcançou a cidade do Recife no segundo aniversário da administração de Sergio Lorêto, governador do Estado. Aspectos do porto de Recife que esteve até abril de 1922 sob a responsabilidade da Societé de Construction du Port de Pernambuco, passando então à dependência direta do Estado. Detalhes dos armazéns, alguns ainda em construção, e do cais, capacitado para receber navios como o Ayuruoca, do Lloyd Brasileiro, e o transatlântico Gelria, do Lloyd real Hollandez. A convite do sr. Julio von Sohsten, agente da empresa holandesa, o governador e comitiva, da qual faz parte o administrador das Docas, cel. Francisco Thaumaturgo Faria, visitam o navio, sendo recebidos pelo seu comandante, sr. Kolkman. O trabalho nas pedreiras de Comportas, de onde são extraídas as pedras para os trabalhos do porto e transportadas através de ferrovia com extensão de 21km até Recife. Os guindastes Bardeur e Titan em atividade. O quebra-mar, o entrocamento de proteção dos istmos de Olinda e a ponte giratória. Em 20 de outubro de 1924, no segundo aniversário do governo, são inaugurados os armazéns 9 e 10. Discursam o governador e o dr. Mario Castilhos do Espirito Santo, engenheiro-civil, diretor das obras complementares do Porto. O armazenamento de mercadorias trazidas pelos navios da Companhia Nacional de Navegação Costeira, como o Itapuca, e do Lloyd Brasileiro, como o Alegrete. Os auxiliares na administração das Docas, José Alves Villela e Astor Nina de Carvalho. O movimento de carroças e automóveis no porto. Também no dia 20 de outubro é inaugurada a estrada para autos na avenida Beira Mar, ainda em construção, a avenida Ligação e o serviço de bondes até a Ilha do Pina. O governador e comitiva, ao lado do dr. Arthur Smith, superintendente da Pernambuco Tramways, e do dr. Carlos Machado, diretor da Tramways e da Great Western tomam um dos novos bondes para a linha de Boa Viagem na avenida Alfredo Lisbôa. A ponte metálica que liga o continente à Ilha do Pina, onde as autoridades e convidados seguem em automóveis até Boa Viagem, onde é servido um "lunch" a todos os presentes. O organizador do serviço de transportes e da festa, dr. Liberato Gomide, secretaria a Administração das Obras do Porto. Aspectos da Avenida de Ligação, Entrocamento e Beira-Mar e da praia de Boa Viagem. Enquanto não fica pronta a linha até Boa Viagem, os bondes fazem serviço nas linhas urbanas. O quartel da polícia em construção no Derby. O cel. João Nunes comandante das forças estaduais. O Corpo de Bombeiros em exercício, com carro, carroça e escada retrátil. Pernambuco e sua Exposição em 1924: recinto enfeitado no Derby, parque de diversões com os brinquedos roda-gigante (Big Eli Wheel), carrossel, túnel do amor, etc. Espécimes de gado bovino de propriedade do cel. Alberto Lundgreen e uma égua do sr. João Chagas. O desfile dos animais premiados é assistido pelo governador e pelo arcebispo d. Miguel Valverde. Sorteio dos prêmios da Exposição, em 15 de novembro, pagos pelo tesoureiro, cel. Alfredo Ozório. No dia 15 de janeiro de 1925, chega à cidade a bordo do Andes o vice-presidente da República, dr. Estacio Coimbra, e o conde Ernesto Pereira Carneiro.
Gênero
Documentário
Termos descritores
Cidade; Recife - PE; Porto; Embarcação; Transporte coletivo; Transporte de carga; Ferrovia; Extrativismo; Solenidade; Governo Estadual; Rodovia; Praia; Força pública; Corpo de bombeiros; Brinquedo; Exposição; Pecuária; Jogo
Descritores secundários
Societé de Construction du Port de Pernambuco; Ayuruoca - embarcação; Companhia de Navegação Lloyd Brasileiro; Gelria - embarcação; Lloyd Real Holandês; Koninlijke Hollandsche Lloyd; Pedreira; Bardeur - guindaste; Titan - guindaste; Companhia Nacional de Navegação Costeira; Itapuca - embarcação; Alegrete - embarcação; Pernambuco Tramways and Power Company; The Great Western of Brazil Railway Company Ltd.; Roda-gigante; Big Eli Wheel Carrossel; Andes - embarcação
Termos geográficos
Recife - PE; Comporta - PE; Rio Capibaribe; Rio Beberibe; Ponte Giratória, Recife - PE; Istmo de Olinda - PE; Avenida Beira-Mar, Recife - PE; Avenida Ligação, Recife - PE; Ilha do Pina, Recife - PE; Avenida Alfredo Lisboa, Recife - PE; Ponte de Boa Vista, Recife - PE; Praça do Entrocamento, Recife - PE; Praia da Boa Viagem, Recife - PE
Produção
Companhia(s) produtora(s): Pernambuco-Film
Produção: Cambieri, J.; Falangola, Ugo

Identidades/elenco:
Loreto, Sérgio
Sohsten, Júlio von
Faria, Francisco Thaumaturgo
Kolkman
Santo, Mário Castilhos do Espirito
Villela, José Alves
Carvalho, Astor Nina de
Machado, Carlos
Gomide, Liberato
Nunes, João
Lundgreen, Alberto
Chagas, João
Valverde, Miguel de Lima
Osório, Alfredo
Carneiro, Ernesto Pereira

Conteúdo examinado: S
Fontes utilizadas:
CB/Transcrição de letreiros-Cat
CB/Ficha Filmográfica
LRB/CPe
Cinearte , 23.05.1925
CB/Jornada 1
Fontes consultadas:
MAM/79
Site, Novo Milênio, disponível em: www.novomilenio.inf.br, acesso em: 09.06.2009
Site, Fundação Joaquim Nabuco, disponível em: www.fundaj.gov.br, acesso em: 09.06.2009
Site, Associação de Moradores e Amigos de Boa Viagem, disponível em: www.amabv.hpg.ig.com.br, acesso em: 09.06.2009
Observações:
CB/Jornada 1 informa: "(...) combina partes de duas produções anteriores da Pernambuco-Film: <RECIFE NO CENTENÁRIO DA CONFEDERAÇÃO DO EQUADOR> e <PERNAMBUCO E SUA EXPOSIÇÃO EM 1924>. É provável que seja uma versão montada especialmente para ser exibida fora do Estado de Pernambuco, em particular no circuito carioca".
Cinearte, 23.05.1925, apresenta a seguinte crítica de <Lima, Pedro>: "O presente filme trata dos festejos do Centenário da Confederação do Equador e serve também para mostrar alguns encantos da Veneza Americana, isto aliás é a parte que se vê, porque geralmente esses filmes são os que se prestam para as 'cavações!... Está interessante o começo da fita com aquele menino [sic] apresentando a marca e o título. Quando assisti à sessão em que o filme foi exibido avant-première, notara que havia muito diafragma a abrir e fechar, no entanto agora eles foram muito reduzidos, se bem que ainda ficassem alguns. Mas o filme foi feito com aceitável colocação de máquina, o que já é uma grande coisa, e mesmo a fotografia é bem boazinha, até mesmo as do interior da Exposição! Não gostei da parte em que tiraram o gado, pois apareciam mais as pessoas que os animais. A segunda parte do filme é a mais fraca, até parecia Pátria d'além-mar, pois só fotografaram os telhados de casa. Outra coisa também que desgostou foi o giro de plataforma, estava mal feito, se não fosse as comparações, aliás bem lembrada idéia, das ruas do velho Recife e do novo, e haver inúmeras listas lindas como a da ponte do Capiberibe [sic], podia se encomendar o operador ao... bispo! As cenas do cais não está más, porém são muito longas, chegam a se tornar paus. Uma outra idéia interessante e que muito agradou foi a do operador cair nas diversões para depois mostras as vistas. Muito bem, srs. Cambieri e Farangola [sic], a sua Pernambuco-Film sempre serve para se ter uma idéia do que é atualmente um nosso Estado do Norte, pelas suas praças, jardins e tudo enfim que possa servir para nosso orgulho e patriotismo!".
AE/ABBC informa que além das datas explicitadas no filme (20.10.1924 e 15.01.1925), 25.08.1924 também pode ser anotado como data de filmagem, uma vez que é nesse dia que o Gelria atraca em Recife.
Associação de Moradores e Amigos de Boa Viagem reproduz trecho de reportagem do Diário de Pernambuco, de 21 de outubro de 1924, informando que a recepção aos convidados em Boa Viagem se deu no <Cassino Boa Viagem, Recife - PE>
O poeta suíço <Cendrars, Blaise> no regresso à Europa de sua primeira viagem ao Brasil, em 1924, embarcou no Gelria, com escala em Recife, mutio provavelmente na viagem enfocada por este filme.
Restaurado pela Cinemateca Brasileira no projeto <Resgate do Cinema Silencioso Brasileiro> / <CEF> - <Caixa Econômica Federal>, 2007-2008.




página 1 de 1
   


Refinar a pesquisa
  Pesquisa avançada   
Pesquisar por : Pesquisa simples   

    Pesquisar no campo  
1  
2
3
 
           



Search engine: iAH powered by WWWISIS