Base de dados : FILMOGRAFIA
Pesquisa : ID=002199 []
Referências encontradas : 1 [refinar]
Mostrando: 1 .. 1   no formato [Completo]

página 1 de 1


   1 / 1
seleciona
Fotos
Cartaz
AS FILHAS DO FOGO
Categorias
Longa-metragem / Sonoro / Ficção

Material original
35mm, COR, 93min, 2.540m, 24q, Eastmancolor

Data e local de produção
Ano: 1978
País: BR
Cidade: São Paulo
Estado: SP


Certificados
Censura Federal 98317 de 15.09.1978, proibido para menores de 18 anos.Certificado de Produto Brasileiro LM/216/78 (Conselho Nacional de Cinema) de 23.08.1978.
Data e local de lançamento
Data: 1979.01.27
Local: Gramado - RS
Exibição especial: 1980.02.09
Local exibição especial: São Paulo
Sala(s): Cinesesc


Circuito exibidor
Exibido em São Paulo a partir de 05.03.1979 no Ipiranga 1, Paissandú (Sala Independência), no Cinespacial, no Jóia, no Belas Artes (Centro 1 e Sala Villa-Lobos), no Astor, no Top Cine e circuito, no Splendid, no Vila Rica e no Jóia.
Exibido no Rio de Janeiro a partir de 13.08.1979.
Exibido a partir de 05.03.1979 em São Caetano, no Vitória e em Mogi das Cruzes, no Avenida.
Sinopse
Ana visita sua amiga Diana em um grande casarão localizado em Gramado. Diana está acompanhada da governanta Mariana e dois empregados. As duas conversam sobre Silvia, mãe de Diana, que faleceu há alguns anos. Um homem estranho aparece na casa e pede um prato de comida. Mariana lhe dá comida e vinho e ele parte. Em um passeio pela região encontram Dagmar, amiga de Silvia, que lhes convida para uma visita a sua casa. Dagmar recebe as garotas e as convida para a tradicional festa à fantasia que vai acontecer em alguns dias, incumbindo tia Gertrudes de ajudá-las com as roupas. Dagmar causa espanto nas garotas ao revelar que realiza o trabalho de gravar vozes de pessoas que já morreram. O estranho volta à casa e Mariana o recebe. As amigas voltam à casa de Dagmar que mostra a Ana uma de suas fitas. A moça se impressiona ao reconhecer nas gravações as mesmas vozes que ela escuta, em especial a que lhe dá a sensação de ser a voz de Silvia. Ana conta para Diana seu dom e também que reconheceu a voz de Silvia em fitas de Dagmar. Diana assusta-se com a presença do estranho que caminha pela casa à procura de vinho. Ela o obriga a deixar a casa. No dia seguinte ele aparece morto junto a um lago próximo. Ana e Diana preparam-se para a festa. Elas chegam ao local e um homem lhes informa que a festa vai começar somente em algumas horas e elas aproveitam para visitar Dagmar. Lá descobrem que a festa em questão deixou de ser realizada há dez anos e que tia Gertrudes estava morta há alguns anos. Ana vê Silvia ao lado de Dagmar e se apavora. Ela morre misteriosamente e Diana, após também sentir a presença de sua falecida mãe, mata Dagmar com um tiro. Ela tenta sair da casa e encontra as portas trancadas e as janelas cobertas por uma estranha vegetação. O dia amanhece e, entre as árvores, Mariana prepara-se para ir embora.
Gênero
Drama
Termos descritores
Morte
Descritores secundários
Espiritismo
Termos geográficos
Gramado - RS
Produção
Companhia(s) produtora(s): Lynxfilm
Companhia(s) co-produtora(s): Editora Três
Produção: Mêmolo Jr., César
Direção de produção: Nesti, Yara
Assistência de produção: Cardoso, Paulo

Produção - Dados adicionais
Gerente de produção: Bittencourt, Lino

Distribuição
Companhia(s) distribuidora(s): Embrafilme - Empresa Brasileira de Filmes S.A.

Argumento/roteiro
Argumento: Khouri, Walter Hugo
Roteiro: Khouri, Walter Hugo


Direção
Direção: Khouri, Walter Hugo
Assistência de direção: Lima, Iracema Nogueira
Continuidade: Amaral, Isabel do

Fotografia
Direção de fotografia: Gabriel, Geraldo
Câmera: Khouri, Rupert
Assistência de câmera: Araújo, Eurípedes Branco
Fotografia de cena: Amaral, José

Dados adicionais de fotografia
Eletricista: Vochikoski, Nelson; Silva, Edgar Ferreira da
Maquinista: Reis, João Carlos; Barbosa, Aldovrando

Som
Efeitos especiais de som: José, Geraldo

Dados adicionais de som
Som guia: Castro, Ubirajara de; Noerngen, Ronaldo

Montagem
Montagem: Mello, João Ramiro
Assistente de montagem: Imperiale, Laura

Direção de arte
Cenografia: Weinstock, Marcos

Dados adicionais de direção de arte
Contra-regra/acessórios de cenografia: Lourenço, Clovis

Música
Trilha musical: Duprat, Rogério

Dados adicionais de música
Título da música: Canto da separação
Música de: Mozart, Wolfgang Amadeus

Locação: Gramado - RS; Canela - RS
Identidades/elenco:
Morra, Paola (Diana)
Rodrigues, Karin (Dagmar)
Malbouisson, Rosina (Ana)
Rosa, Maria (Mariana)
Gonzales, Serafim (Forasteiro)
Egrei, Selma (Sílvia)
Hussemann, Maria (Tia Gertrudes)
Hosse, Helmut (Mordomo)
Haas, Karin (Costureira)
Machalowsky, Rudolf (Caseiro)

Conteúdo examinado: S
Fontes utilizadas:
CB/Transcrição de letreiros-Cat
Guia de Filmes, 79
Press-release
O Estado de S. Paulo, 04.03.1979 e 03.01.1980
Jornal da Tarde, 05.03.1979
ALSN/DFB-LM
Observações:
O <Parque Knorr> foi cedido pela <Companhia Tropical de Hoteis>.
Jornal da Tarde de 05.03.1979 informa que a <Editora Três> promoveu um concurso em que os espectadores enviariam para a <Revista Planeta> comentários "destacando os aspectos técnicos, artísticos ou científicos" do filme. Os donos dos melhores textos ganhariam uma viagem para qualquer país do mundo, além disso receberiam Cr$ 10 mil para as despesas.
A exibição especial do Cine Sesc ocorreu pela <Mostra Melhores Filmes da Década de 70>.




página 1 de 1
   


Refinar a pesquisa
  Pesquisa avançada   
Pesquisar por : Pesquisa simples   

    Pesquisar no campo  
1  
2
3
 
           



Search engine: iAH powered by WWWISIS