Base de dados : FILMOGRAFIA
Pesquisa : ID=002154 []
Referências encontradas : 1 [refinar]
Mostrando: 1 .. 1   no formato [Completo]

página 1 de 1


   1 / 1
seleciona
Fotos
Cartaz
DEUS E O DIABO NA TERRA DO SOL
Categorias
Longa-metragem / Sonoro / Ficção

Material original
35mm, BP, 118min14seg, 3.028m, 24q

Data e local de produção
Ano: 1964
Início de filmagem: 1963.06.18
Final de filmagem: 1963.09.02
País: BR
Cidade: Rio de Janeiro
Estado: GB


Certificados
Certificado de Censura Federal de 14.04.1964, 30 cópias, 90m, trailer.Certificado de Censura Federal 20.036 de 16.07.1964, 30 cópias, 98m, trailer. Proibido para menores de 18 anos.Certificado de Censura Federal 20.037 de 16.07.1964,15 cópias, 3.387m. Proibido para menores de 18 anos.Certificado de Censura Federal de 06.04.1964, 15 cópias, 3.000m.Certificado de Produto Brasileiro: B0400079700000 de 02.05.2005.
Data e local de lançamento
Data: 1964.06.01
Local: Rio de Janeiro
Pré-lançamento: 1964.05.28
Local de pré-lançamento: São Paulo
Sala(s): Ópera
Exibição especial: 1964.03.13
Local exibição especial: Rio de Janeiro
Sala(s): Vitória


Circuito exibidor
Lançado em São Paulo, a partir de 31.08.1964, no Windsor e circuito.
Exibido em Belo Horizonte a 29.10.1964, nos cines Brasil e Guarani.
Sinopse
Manuel e Rosa subexistem no sertão nordestino por meio de trabalhos prestados a um coronel. No dia da partilha de gado entre Manuel e o coronel, os dois discutem e Manuel vinga a injustiça do coronel com sangue. Perseguido, Manuel mata dois capangas do coronel, mas um deles mata sua mãe. Sem mais raízes na casa materna, Manuel resolve seguir o beato Sebastião e seus fiéis. Rosa, sempre cética ao poder de Sebastião, tenta persuadir o marido a desistir da vida santa. Mas Manuel se dedica ardorosamente ao beato, compartilhando com ele um sacrifício de uma criança, quando Rosa, desesperada, assassina o beato enquanto Antônio das Mortes arrasa todos os seguidores de Sebastião. Manuel e Rosa, mais uma vez, se entregam ao destino do sertão, até encontrarem Corisco, o diabo loiro. Este aceita a inclusão de Manuel em seu bando e o rebatiza como Satanás. Com o novo nome, Manuel pilha e destrói fazendas, ganhando fama por todo sertão por meio das cantigas de cego Júlio. Novamente Antônio das Mortes entra em cena para iniciar a 'grande guerra', matando Corisco e seu bando, para que Manuel e Rosa rumem em direção ao mar da redenção.
Gênero
Drama rural
Termos descritores
Nordeste; Crime; Seca; Morte; Religião; Comportamento social
Descritores secundários
Cangaço; Sertão; Pecuária; Religião; Sertanejo
Termos geográficos
Monte Santo - BA
Prêmios
Prêmio Especial do Júri no Festival de Acapulco, 1966, Acapulco - MX..
Prêmio Náiade de Ouro no Festival do Cinema Livre, 1964, Porretta Terme - IT..
Prêmio Saci, 1965 de Melhor Produtor para Mendes, Luiz Augusto e Melhor Ator Coadjuvante para Valle, Maurício do, São Paulo, SP..
Prêmio Governador do Estado, 1964 de Melhor Música para Ricardo, Sergio.
Produção
Companhia(s) produtora(s): Copacabana Filmes
Produção: Mendes, Luiz Augusto
Direção de produção: Azevedo, Agnaldo
Produção executiva: Mendes, Luiz Augusto
Produtor associado: Barbosa, Jarbas; Rocha, Glauber

Distribuição
Companhia(s) distribuidora(s): Produções Cinematográficas Herbert Richers S.A.; Copacabana Filmes

Argumento/roteiro
Argumento: Rocha, Glauber
Roteiro: Rocha, Glauber; Lima Jr., Walter
Diálogos: Rocha, Glauber


Direção
Direção: Rocha, Glauber
Assistência de direção: Soares, Paulo Gil; Lima Jr., Walter

Fotografia
Direção de fotografia: Lima, Waldemar
Câmera: Lima, Waldemar
Assistência de câmera: Eufrasio

Dados adicionais de fotografia
Maquinista: Roque, Assis

Som
Som direto: Viana, Aloisio; José, Geraldo; Valverde, Rafael
Mixagem: Valverde, Rafael

Dados adicionais de som
Técnico de gravações: Viana, Aloisio
Sonoplastia: José, Geraldo

Montagem
Montagem: Rocha, Glauber; Valverde, Rafael
Montagem de som: Valverde, Rafael

Dados adicionais de montagem
Montador de negativo:

Direção de arte
Direção de arte: Soares, Paulo Gil
Figurinos: Soares, Paulo Gil
Letreiros: Pape, Lygia

Música
Música original: Rocha, Glauber
Trilha musical: Ricardo, Sérgio; Villa-Lobos, Heitor

Dados adicionais de música
Título da música: Bachiana n. 5
Música de: Villa-Lobos, Heitor

Canção
Título: Abertura;
Autor da canção: Ricardo, Sérgio;
Intérprete: Ricardo, Sérgio;

Título: Manuel e Rosa;
Autor da canção: Rocha, Glauber;
Autor da música da canção: Ricardo, Sérgio;
Intérprete: Ricardo, Sérgio;

Título: Sebastião;
Autor da canção: Rocha, Glauber;
Autor da música da canção: Ricardo, Sérgio;
Intérprete: Ricardo, Sérgio;

Título: Mãe, A;
Autor da canção: Rocha, Glauber;
Autor da música da canção: Ricardo, Sérgio;
Intérprete: Ricardo, Sérgio;

Título: Antonio das Mortes;
Autor da canção: Rocha, Glauber;
Autor da música da canção: Ricardo, Sérgio;
Intérprete: Ricardo, Sérgio;

Título: Corisco;
Autor da canção: Rocha, Glauber;
Autor da música da canção: Ricardo, Sérgio;
Intérprete: Ricardo, Sérgio;

Título: Lampião;
Autor da canção: Rocha, Glauber;
Autor da música da canção: Ricardo, Sérgio;
Intérprete: Ricardo, Sérgio;

Título: São Jorge;
Autor da canção: Rocha, Glauber;
Autor da música da canção: Ricardo, Sérgio;
Intérprete: Ricardo, Sérgio;

Título: Procura, A;
Autor da canção: Rocha, Glauber;
Autor da música da canção: Ricardo, Sérgio;
Intérprete: Ricardo, Sérgio;

Título: Perseguição;
Autor da canção: Ricardo, Sérgio;
Intérprete: Ricardo, Sérgio;

Título: Sertão vai virar mar
Autor da canção: Rocha, Glauber
Autor da música da canção: Ricardo, Sérgio
Intérprete: Ricardo, Sérgio

Locação: Monte Santo - BA; Salvador - BA; Feira de Santana - BA; Canudos, Fazenda do Cocorobó - BA
Identidades/elenco:
Rey, Geraldo del (Manuel)
Magalhães, Yoná (Rosa)
Bastos, Othon (Corisco)
Valle, Maurício do (Antônio das Mortes)
Silva, Lídio (Sebastião)
Humildes, Sônia dos (Dadá)
Marrom (cego Júlio)
Gama, João
Pinto, Antônio
Roda, Milton
Roque
Rozemburgo, Antonio
Davis, Billy
Moradores de Monte Santo

Conteúdo examinado: S
Fontes utilizadas:
CB/Transcrição de Letreiros-Doc
CB/Coleção de roteiros, R.78
Embrafilme/FF
CENS/I
ECB/FR-LFM
MB/DCB-LM
IS/RI
Jornal do Brasil, 02.06.1964, caderno B, p.2
Jornal do Brasil, primeiro caderno, 29.12.1966, p.10
Correio da Manhã, 10.07.1964, primeiro caderno, p.6
O Estado de São Paulo, 25.06.1965, p.13
CB/Anuário, p. 1966-3/240
CB/EMB-110.1/00398
Programadora Brasil/5
Site, Ancine, disponível em: http://sad.ancine.gov.br/obrasnaopublicitarias/pesquisarCpbViaPortal/pesquisarCpbViaPortal.seam, acesso em: 11.12.2017.
Fontes consultadas:
Correio da Manhã, segundo caderno, 23.03.1966
JCB/BTC
ACPJ/I
Filme Cultura, n.43, p. 58-9, jan. abril, 1984
RB/AN64
Jornal do Brasil, 26-27.04.1964
RB/AN65
CA/AF
CENS/IV
Observações:
CB/Transcrição de Letreiros grafa <Viana, Aloisio> como <Viana, Aluizio>.
ECB/FR-LFM informa que as primeiras versões do roteiro, receberam o nome de <IRA DE DEUS, A>.
IS/RI informa que o filme foi exibido no <Festival de Cannes, 17, 1964> em 11.05.1964, escolhido pelo próprio Itamaraty para representar o Brasil.
Programadora Brasil/5 informa que a obra participa do <Programa 43>, intitulado <Deus e o diabo na terra do sol>. A mesma fonte informa que a obra possui 125 minutos de duração e grafa <Valverde, Rafael> como <Valverde, Rafael Justo>.




página 1 de 1
   


Refinar a pesquisa
  Pesquisa avançada   
Pesquisar por : Pesquisa simples   

    Pesquisar no campo  
1  
2
3
 
           



Search engine: iAH powered by WWWISIS