Base de dados : FILMOGRAFIA
Pesquisa : ID=002761
Referências encontradas : 1 [refinar]
Mostrando: 1 .. 1   no formato [Completo]

página 1 de 1


   1 / 1
seleciona
Fotos
O DEVER DE AMAR

Filme desaparecido  

Outras remetências de título:
O DEVER DO AMOR
Categorias
Longa-metragem / Silencioso / Ficção

Material original
35mm, BP, 16q

Data e local de produção
Ano: 1925
País: BR
Cidade: Rio de Janeiro
Estado: DF


Circuito exibidor
Exibido no Rio de Janeiro em janeiro de 1925, no Palais.
Exibido em São Paulo a 21.05.1930, no Cambuci.
A 17.03.1926 Cinearte informa que o filme está sendo exibido em Belo Horizonte sem porém fornecer indicações de datas ou salas.
Exibição prevista no Nordeste, de 08.09 a 18.11.1927 na Bahia e de 28.11.1927 a 26.01.1928, no Recife.
Sinopse
Numa fazenda viviam João Lopes, seus filhos Carlos e Zélia, a esposa de Carlos, Maria, e sua netinha. Seu filho adotivo Paulo estava na Europa estudando. Um dia o velho fazendeiro recebeu um telegrama onde Paulo comunicava que já estava no Rio. A volta de Paulo substituira no coração do velho fazendeiro a ausência de Carlos, que se alistara no Exército. No entanto, um fato ensombreia as relações familiares: Carlos casara-se com a mulher que Paulo amava há longo tempo. Maria evitava Carlos o quanto podia. Outra pessoa estava atenta aos perigos que corria Maria: Zélia. Desde que Paulo voltara ela compreendera o que se passava e vigiava Maria nos mínimos movimentos. A fatalidade abateu-se sobre aquele lar: João Lopes surpreendeu Paulo beijando Maria. Ao mesmo tempo Carlos anunciava por telegrama a sua volta. O fazendeiro expulsou Paulo de sua casa. Este, obsecado pela paixão, arquitetou um plano. Paulo cometeria o nefando crime de matar Carlos antes de sua chegada. Zélia, contudo, sempre vigilante, conseguiu evitar o crime e, neste momento, Paulo descobriu que Zélia o amava. A presença daquele forte sentimento foi o bálsamo contra a infâmia que atuava sobre seus pensamentos. (Resumo da estória publicado em: A Scena Muda, n. 195, 18.12.1924)
Gênero
Drama romântico; Drama rural
Produção
Companhia(s) produtora(s): Benedetti Filme
Produção: Benedetti, Paulo

Direção
Direção: Verga, Vittorio

Fotografia
Operador: Benedetti, Paulo

Identidades/elenco:
Fúlgida, Aurora (Maria)
Oliveira, Amélia de (Zélia)
Pinto, Teixeira (Paulo)
Pinho, João (João Lopes)
Veiga, Martins (Carlos Lopes)
Grillo, Maria (Criada)
Loretti, Gilda
Ney, Lita

Conteúdo examinado: N
Fontes utilizadas:
EOQ/ASM
CS/FCB
Cinearte
Fontes consultadas:
JCB/OESP
AV/ICB
ACPJ/I
Selecta
Observações:
5 partes.
Fotografias: Selecta, 20.12.1924, p. 16-17, 23-5.
Comentário sobre o filme em Selecta, 17.01.1925.
ACPJ/I informa que o argumento é de <Verga, Vittório> e acrescenta ao elenco <Vale, Luiza del> e <Benedetti, Paulo>.
Cinearte de 16.03. e 27.07.1927 informa que a distribuição em São Paulo estava sendo dificultada pela negativa das <Empresas Cinematográficas Reunidas> e Agência <Matarazzo>. A previsao de exibiçao no Nordeste foi noticiada em Cinearte de 21.09.1927 pela <Universal>, através do seu diretor-gerente Al Szekler. Quanto ao estado baiano a fonte publica a 21.03.1928 uma matéria na qual o exibidor <Leoni, Deusdedit>, proprietário do cine Liceu, recusava-se a exibir o filme.




página 1 de 1
   


Refinar a pesquisa
  Pesquisa simples   
Pesquisa avançada
 
  Entre uma ou mais palavras
    
  Todas as palavras (AND)    Qualquer palavra (OR)
 



Search engine: iAH powered by WWWISIS